Adornos NR 32

A norma prevê a proibição do uso de adornos pelos trabalhadores, principalmente aqueles que mantêm contato com agentes biológicos. Para a Comissão Tripartite Permanente Nacional, normatizadora da NR 32, são considerados adornos, para fins do item 32.2.4.5, letra “b”, alianças, anéis, pulseiras, relógios de uso pessoal, colares, brincos, broches, piercings expostos, gravatas e crachás pendurados com cordão. Confira:

32.2.4.5 – O empregador deve vedar:
b) o ato de fumar, o uso de adornos e o manuseio de lentes de contato nos postos de trabalho; a proibição do uso de adornos deve ser observada para todo trabalhador do serviço de saúde, bem como daqueles que exercem atividades de promoção e assistência à saúde expostos ao agente biológico, independente de sua função. O PPRA deve descrever as funções e os locais de trabalho onde haja exposição ao agente biológico, conforme previsto no item 32.2.2.1. Como já citado acima, são exemplos de adornos alianças e anéis, pulseiras, relógios de uso pessoal, colares, brincos, broches, piercings expostos. Esta proibição estende-se a crachás pendurados com cordão e gravatas.

Confira outras informações sobre a Norma Regulamentadora número 32.

www.mte.gov.br/legislacao/normas_regulamentadoras/nr_32.pdf  


web stats analysis



Site Meter

About these ads

Sobre Jaleco Vida
Vestimenta de Segurança contra risco biológico confeccionada com tecido tecnológico bacteriostático e utilizada como barreira corporal biológica e física em hospitais, laboratórios, fábricas, restaurantes, entre outros. Inibe proliferação de bactérias trazendo mais segurança a pacientes e profissionais da saúde. Possui modelagem confortável, e é indicada para profissionais que trabalhem em ambiente de risco biológico, ou seja, com probabilidade de exposição ocupacional a agentes biológicos. Entende-se por serviços de saúde qualquer edificação destinada à prestação de assistência à saúde da população, e todas as ações de promoção, recuperação, assistência, pesquisa e ensino em saúde em qualquer nível de complexidade.

10 Responses to Adornos NR 32

  1. Liliane Kill disse:

    Bom dia a todos!

    Como percebo em inúmeros lugares, essa questão de adornos tem desencadeado muitas dúvidas. Gostaria de saber, qual a real argumentação para que o Setor admininstrativo de uma empresa na área da saúde não pode usar brincos, por exemplo!

    Não encontrei na NR 32 nenhuma explicação convincente…gostaria de mais esclarecimentos.

    Trabalho na área da saúde, porém não lido com pacientes.
    Alguém já soube de alguma resposta?

    • Jaleco Vida disse:

      Prezados leitores, Boa Noite!

      Liliane obrigada pelo contato!

      Vou começar com uma colinha da Nr 32, para facilitar…

      Relembrando:

      “32.1.1 Esta Norma Regulamentadora – NR tem por finalidade estabelecer as diretrizes básicas para a implementação de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde, bem como daqueles que exercem atividades de promoção e assistência à saúde em geral.”
      “32.1.2 Para fins de aplicação desta NR entende-se por serviços de saúde qualquer edificação destinada à prestação de assistência à saúde da população, e todas as ações de promoção, recuperação, assistência, pesquisa e ensino em saúde em qualquer nível de complexidade.

      “32.2.1 Para fins de aplicação desta NR, considera-se Risco Biológico a probabilidade da exposição ocupacional a agentes biológicos.
      32.2.1.1 Consideram-se Agentes Biológicos os microrganismos, geneticamente modificados ou não; as culturas de células; os parasitas; as toxinas e os príons.
      32.2.1.2 A classificação dos agentes biológicos encontra-se anexa a esta NR.

      O Benício contou!!! São 1206, entre eles, varios generos e familias

      Se a edificação apenas presta serviços administrativos, no qual, realmente não há, nenhum contato com insalubridade biológica, então não se encaixa na nr 32.
      Para entender, basta continuar lendo a norma. Mais uma colinha….

      “32.2.2 Do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA:
      32.2.2.1 O PPRA, além do previsto na NR-09, na fase de reconhecimento, deve conter:
      I. Identificação dos riscos biológicos mais prováveis, em função da localização geográfica e da característica do serviço de saúde e seus setores, considerando:
      a) fontes de exposição e reservatórios;
      b) vias de transmissão e de entrada;
      c) transmissibilidade, patogenicidade e virulência do agente;
      d) persistência do agente biológico no ambiente;
      e) estudos epidemiológicos ou dados estatísticos;
      f) outras informações científicas.
      II. Avaliação do local de trabalho e do trabalhador, considerando:
      a) a finalidade e descrição do local de trabalho;
      b) a organização e procedimentos de trabalho;
      c) a possibilidade de exposição;
      d) a descrição das atividades e funções de cada local de trabalho;
      e) as medidas preventivas aplicáveis e seu acompanhamento.
      32.2.2.2 O PPRA deve ser reavaliado 01 (uma) vez ao ano e:
      a) sempre que se produza uma mudança nas condições de trabalho, que possa alterar a exposição aos agentes biológicos;
      b) quando a análise dos acidentes e incidentes assim o determinar.
      32.2.2.3 Os documentos que compõem o PPRA deverão estar disponíveis aos trabalhadores.”

      O homem encontra no meio ambiente do seu quotidiano um número diversificado de microorganismos: vírus, fungos, esporos e bactérias, que se depositam sobre o seu corpo, roupas e também adornos . Esses microorganismos multiplicam-se muito rapidamente , desde que encontrem calor, humidade e nutrientes (por exemplo fibras naturais, fragmentos de pele e outros aditivos). A sua multiplicação segue uma progressão geométrica do tipo 1, 2, 4, 8, 16,… e em condições ideais pode ocorrer a cada vinte minutos, o que significa que num período de 8 horas, uma simples bactéria pode gerar 1,6 milhões descendentes. Com grande parte destes microorganismos não precisamos nos preocupar, porém, em serviços de saude, o cuidado deve ser constante, pois é onde se concentra grande número de microorganismos patogenicos, entre eles multi-resistentes.

  2. Beliza disse:

    Dúvida:
    Sou assistente administrativo de um hospital e recebo o fardamento usado(sujo)dos funcionários de todas as unidades para encaminhar para a lavanderia externa. Acondiciono em um saco hamper e quando cheio retiram da minha sala e levam para a área suja do hospital. Minha atividade é insalubre?

    • Jaleco Vida disse:

      Sim, o seu trabalho é altamente insalbre. Segundo a descrição da NR 32, você deveria usar, no mínimo, uma máscara N95 além de outros equipamentos de proteção individual.
      Muito obrigada pelo seu comentário, caso tenha alguma dúvida, angústia ou incerteza entre em contato imediatamente.
      Mais uma vez obrigada pela visita
      Jaleco Vida
      Viviane Bernal e Benício Leão

  3. Gilberto disse:

    Sou segurança de uma instituição de Saúde,prestando serviço longe das enfermarias e sou proibido de usar relógio sob pena de punição,..isso é legal ??

    • Rosi disse:

      Sim na área Hospitalar ninguém deve usar adornos, pois a proliferação de bactérias é muito alta.
      Perceba quando a gente retira o relógio, embaixo fica branco, signfica que é um local bem quente onde
      poderá proiferar bactérias.
      A gente deve trabalhar, mas com segurança pois a doença está bem perto da gente.
      RBF – Técnica de Segurança do Trabalho

  4. Egulenir disse:

    Boa Tarde, trabalho em uma industria do ramo alimenticio,e estou com duvidas em relação se é permitido o uso de alguns adornos,tais como a aliança e colares nos seguintes setores: Torrefaçao, produção e empacotamento.

    • Rosi disse:

      Nenhuma área produtiva deve-se utilizar de adornos, em hospitais seria o problema da proliferação de bactérias, em uma área produtiva é o problema da perda de algum membro, pois estamos o tempo inteiro lidando com máquinas e equipamentos.
      Trabalhei em uma Metalurgica durante 10 anos na parte de segurança do trabalho presenciei vários acidentes, um deles um funcionário perder um dos dedos por causa de anel.
      Veja no youtube e procure acidentes ocorridos por causa de adornos, seria correntes, anéis, pulseiras, e na área alimenticia também tem o problema de proliferação de bactérias.
      RBF – Técnica de Segurança do Trabalho

  5. Izabel disse:

    Sou enfermeira, trabalho em uma unidade hospitalar, e desde que recebemos o enunciado da NR32 que estamos implementando para que todos se adaptem a ela. Porém o que mais dificulta na implantação em uma empresa é que os serviços públicos não seguem a essas NRs, e como os trabalhadores da saúde possuem duplicidade de contratos de trabalho, temos muita dificuldade em progredircom exito em nossas unidades pois funcionário público é difícil se adequar a normas. Muitas vezes temos sérios atritos até em relação ao correto uso dos jalecos que é o mais simples, imaginem vçs na retirada total dos adorno. Acredito eu que as autoridades sanitárias devem começar seu trabalho de fiscalização em casa, assim vamos conseguir adequar nosso sistema de saúde dentro da NR 32 como exigem as autoridades.Só para lembrar… E D U C A Ç Ã O começa em casa, não foi assim q aprendemos!…

  6. Parabens pelo trabalho aprendemos a cada dia com pessoas mais experientes no ramo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: