Tuberculose resistente a medicamentos encontra-se em níveis recorde, diz OMS

A Organização Mundial da Saúde afirmou recentemente que, embora algumas regiões pertencentes à antiga União Soviética estejam começando a deter a epidemia de tuberculose resistente a vários medicamentos, estima-se que 440 mil casos de TB multirresistente (MDR) emergiram por todo o mundo em 2008.

No seu relatório global de 2010 sobre a vigilância e resposta à MDR-TB, a Organização Mundial de Saúde (OMS) destaca sucessos em algumas das regiões mais afetadas da Rússia, bem como os estados bálticos da Estônia e da Latvia, onde taxas muito elevadas de MDR-TB caíram dramaticamente nos últimos cinco anos como resultado de uma intervenção agressiva.

Mas, a OMS também nota que outras regiões continuam a reportar taxas muito elevadas de MDR-TB. No Noroeste da Rússia (Archangelsk, Pskov e Murmansk), em 2008, entre 23 e 28% de todos os novos casos de TB eram multirresistentes – a proporção mais elevada reportada em todo o mundo.

Os tipos MDR e XDR da TB foram os que se disseminaram mais pelo Leste da Europa e pela Ásia Central, e a OMS reporta que existem algumas indicações de inquéritos na Latvia, Estônia, Lituânia, Moldávia e Moçambique de que pessoas infectadas pelo HIV têm maiores probabilidades de contraírem estirpes multirresistentes.

“Tal conclusão pode ter implicações significativas no controlo das epidemias da TB e do HIV na África Subsaariana” conclui o relatório da OMS. No entanto, também nota que apenas onze países foram capazes de fornecer dados sobre a incidência da MDR-TB em doentes infectados pelo HIV, tornando difícil tirar conclusões concretas.

Apesar disso, o relatório da OMS refere que existem várias boas razões para esperar que as taxas de MDR-TB sejam mais elevadas em pessoas que vivem com o HIV:

Taxas elevadas de consumo de drogas injetáveis e de reclusão;
Marginalização e falta de acesso a cuidados médicos;
Taxas aumentadas de hospitalização em proximidade a outros doentes infectados pela MDR-TB, em conjunto com o baixo controlo de infecção nesses locais;
Deficiente absorção da rifampicina, medicamento para a TB, levando a um tratamento sub-ótimo e à resistência medicamentosa.

A OMS estima que ocorreram cerca de 69 mil casos de MDR-TB em África, em 2008, mas a maioria não foi diagnosticada devido à falta de locais de diagnóstico. Metade dos casos por todo o mundo, ocorreram na Índia e na China.

A OMS estima que apenas 7% dos casos de MDR-TB tenham sido diagnosticados em 2008. O órgão está atualmente trabalhando com a Foundation for Innovative New Diagnostics (FIND), a Stop TB Partnership´s Global Drug Facility (GDF) e a Global Laboratory Initiative (GLI), recebendo apoio financeiro da Unitaid em uma parceria chamada Expand TB, para melhorar os laboratórios e melhorar o diagnóstico.

A bactéria da TB é classificada como sendo multirresistente se os dois medicamentos de primeira linha – a isoniazida e a rifampicina – falharem no impedimento do seu desenvolvimento. São classificadas como extremamente multirresistentes (XDR) se também forem resistentes aos medicamentos injetáveis no tratamento de segunda linha, bem como à classe de antibióticos designada por fluoroquinolonas.

A resistência medicamentosa muitas vezes surge devido a falhas nas tomadas ou à não conclusão de um curso de tratamento, mas pode ser piorada pela falta de testes de susceptibilidade aos medicamentos. Se os médicos não souberem que os pacientes têm resistência medicamentosa, são maiores as probabilidades de prescreverem medicamentos que intensificam a resistência.

Referência: World Health Organization. Multidrug and Extensively Drug-Resistant Tuberculosis: 2010 Global Report on Surveillance and Response. March 18, 2010.


web stats analysis



Site Meter

Sobre Jaleco Vida
Vestimenta de Segurança contra risco biológico confeccionada com tecido tecnológico bacteriostático e utilizada como barreira corporal biológica e física em hospitais, laboratórios, fábricas, restaurantes, entre outros. Inibe proliferação de bactérias trazendo mais segurança a pacientes e profissionais da saúde. Possui modelagem confortável, e é indicada para profissionais que trabalhem em ambiente de risco biológico, ou seja, com probabilidade de exposição ocupacional a agentes biológicos. Entende-se por serviços de saúde qualquer edificação destinada à prestação de assistência à saúde da população, e todas as ações de promoção, recuperação, assistência, pesquisa e ensino em saúde em qualquer nível de complexidade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: