Estetoscópio pode disseminar infecções bacterianas

Estudo publicado na revista São Paulo Medical Journal, publicação da Associação Paulista de Medicina, constatou vestígios de contaminação em 87% de 300 estetoscópios. O trabalho, realizado por Maria Elisa Zuliani Maluf, professora do Departamento de Morfologia e Patologia do Centro de Ciências Médicas e Biológicas da Pontifícia Universidade Católica de Sorocaba (PUC), e por quatro de seus alunos em um hospital de nível terciário, teve o objetivo de encontrar presença de bactérias, fungos e leveduras no diafragma dos instrumentos. Os 300 estetoscópios utilizados como amostra foram colhidos ao acaso e procederam de médicos, residentes, estudantes de medicina, enfermeiros, estudantes de enfermagem e de outros setores do hospital. O trabalho encontrou cocos Gram-positivos, leveduras, fungos, bacilos Gram-positivos e Gram-negativos. Em relação à presença de mais de um microorganismo no diafragma dos estetoscópios, Staphylococcus aureus, Staphylococcus coagulase negativos e Bacillus foram significantemente mais freqüentes. O estudo indica a necessidade de melhor higienização dos estetoscópios para dificultar a disseminação de infecções.

Estetoscópios de ambulância podem causar doenças, diz estudo

Estetoscópios carregados pelas equipes de ambulância podem não estar sendo higienizados com a freqüência que deveriam, acabando por expor alguns pacientes a bactérias resistentes a medicamentos, relata novo estudo.

Pesquisadores que analisaram estetoscópios usados por profissionais de serviços médicos de emergência em Nova Jersey descobriram que um número significante deles carregava a Staphylococcus aureus resistente à meticilina (MRSA, na sigla em inglês), uma bactéria resistente a drogas convencionais.

Alguns dos profissionais de ambulância não conseguiram lembrar a última vez que os instrumentos haviam sido limpos, disseram os pesquisadores, cujo relato aparece na edição atual da publicação Prehospital Emergency Care.

O autor principal do estudo, doutor Mark A. Merlin, da Escola Médica Robert Wood Johnson, afirmou que é incerto o tamanho da ameaça que a MRSA em um estetoscópio representa para um paciente. Mas, segundo ele, a redução de sua disseminação é importante num momento em que incidentes de infecção pela bactéria se tornam mais comuns, e também devido à possibilidade de que ela se torne mais resistente a antibióticos.

Em um período de 24 horas, pesquisadores pediram às equipes de ambulância que chegavam à emergência para que deixassem testar seus estetoscópios. Eles também perguntaram quando fora a última vez que os instrumentos haviam sido limpos.

Dos 50 estetoscópios testados, 16 tinham a bactéria, que normalmente é eliminada com uma simples limpeza com álcool, disseram os pesquisadores. “O conceito de limpar uma ambulância inteira após cada paciente não é prático”, escreveram. “Limpar um estetoscópio, no entanto, não exige muito esforço, tempo ou equipamento especial além dos itens normalmente no estoque.”

Limpeza e desinfecção de estetoscópio

Sempre com uso de EPI

Estetoscópio:

São considerados não críticos, pois não entram em contato com a mucosa, geralmente só com pele íntegra, necessitando apenas de desinfecção de baixo nível.

Quando entrar em contato com matéria orgânica, lavar (água e sabão) e desinfectar com álcool 70% (fricção 3x consecutiva), sabendo que o álcool é bacteriostático, a ação mecânica é responsável pela limpeza.

Fricção com álcool 70% (fricção 3x consecutiva).

Desifecção com solução alcoólica de Clorexidine.


Após cada paciente


web stats analysis



Site Meter

Sobre Jaleco Vida
Vestimenta de Segurança contra risco biológico confeccionada com tecido tecnológico bacteriostático e utilizada como barreira corporal biológica e física em hospitais, laboratórios, fábricas, restaurantes, entre outros. Inibe proliferação de bactérias trazendo mais segurança a pacientes e profissionais da saúde. Possui modelagem confortável, e é indicada para profissionais que trabalhem em ambiente de risco biológico, ou seja, com probabilidade de exposição ocupacional a agentes biológicos. Entende-se por serviços de saúde qualquer edificação destinada à prestação de assistência à saúde da população, e todas as ações de promoção, recuperação, assistência, pesquisa e ensino em saúde em qualquer nível de complexidade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: