5 perguntas sobre a bactéria resistente a medicamentos

Cientistas têm alertado sobre novas espécies de bactérias que são resistentes mesmo aos mais fortes antibióticos. O crescente setor de ‘turismo médico’ está contribuindo para a disseminação de novos tipos de bactérias resistentes a medicamentos.

Em um artigo publicado nesta quarta-feira no jornal Lancet Infectious Diseases, pesquisadores afirmam que uma bactéria, que surgiu na Índia e no Paquistão, tem o potencial para se espalhar e se tornar uma ameaça mundial. A bactéria produz uma enzima, NDM-1, que a protege contra o efeito de antibióticos. No Reino Unido, a maioria dos pacientes com teste positivo de NDM-1 tinham viajado para a Índia ou Paquistão para procedimentos cirúrgicos.

Que tipo de bacteria é?
A bactéria produz uma enzima chamada NDM-1 ou Nova Déli metallo-beta-lacmatase 1, que torna a bactéria resistente à maioria dos antibióticos, incluindo antibióticos “reserva”, ou aqueles usados quando todos os outros falham.

O gene da NDM-1 é encontrado em plasmídeos; estas estruturas de DNA podem ser facilmente copiadas e passadas para outros tipos de bactérias, fazendo delas resistentes a medicamentos. Até agora, a NDM-1 tem sido visto em larga escala na bactéria E.coli. Plasmídeos bacterianos gram-negativos foram relatados pela primeira vez em meados da década de 90 na Índia e posteriormente se espalharam. A bactéria NDM-1 resistente a medicamentos foi relatada pela primeira vez na Índia em 2009.

Onde foi detectada até agora?
Pesquisadores descobriram 180 casos até agora, a maioria na Índia, Paquistão, e Bangladesh. O Reino Unido registrou 37 casos, na Holanda foram registrados três casos e alguns casos também foram relatados na Austrália, Canadá, nos Estados Unidos e na Suécia. É possível que a bactéria NDM-1 tenha se espalhado para outros países, mas ainda não foi identificada.

Por que é tão perigosa?
Ela tem o potencial para ser uma grande ameaça à saúde porque a NDM-1 é mais comum na bactéria E.coli, bactéria comum encontrada no trato digestivo. A E.coli não causa problemas de saúde em pessoas saudáveis, mas pode causar infecções do trato urinário e pneumonia naqueles que têm um sistema imunológico comprometido. A E.coli resistente a antibióticos pode causar pneumonia fatal. O gene para a NDM-1 pode ser facilmente copiado e inserido em outros tipos de bactérias.

O tratamento é possível?
Sim, mas é difícil. A bactéria NDM-1 parece ser altamente contagiosa. Há ainda um ou dois antibióticos disponíveis, mas ao menos um caso registrado era resistente a todos os antibióticos. Embora as bactérias multi-resistentes sejam difíceis de tratar, elas não são indestrutíveis e podem ser mortas com desinfetantes padrão. Pacientes devem ser mantidos em quarentena e médicos e enfermeiras devem usar roupas de proteção. Depois do paciente receber alta, o quarto do hospital deve ser desinfetado.

Deveríamos estar preocupados com isso?
Não, pessoas saudáveis não devem se preocupar desnecessariamente com a bactéria NDM-1. Pacientes hospitalares, lares de idosos ou aqueles que têm o sistema imunológico comprometido têm mais motivo para preocupação. No entanto, hospitais estão monitorando cuidadosamente pacientes que estiveram na índia, Paquistão ou Bangladesh e receberam tratamento médico nesses países. Qualquer pessoa que for ao hospital, deve comunicar qualquer tratamento médico que tenha tido, mesmo nos casos de ‘turismo médico’


web stats analysis



Site Meter

Sobre Jaleco Vida
Vestimenta de Segurança contra risco biológico confeccionada com tecido tecnológico bacteriostático e utilizada como barreira corporal biológica e física em hospitais, laboratórios, fábricas, restaurantes, entre outros. Inibe proliferação de bactérias trazendo mais segurança a pacientes e profissionais da saúde. Possui modelagem confortável, e é indicada para profissionais que trabalhem em ambiente de risco biológico, ou seja, com probabilidade de exposição ocupacional a agentes biológicos. Entende-se por serviços de saúde qualquer edificação destinada à prestação de assistência à saúde da população, e todas as ações de promoção, recuperação, assistência, pesquisa e ensino em saúde em qualquer nível de complexidade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: