Estudantes de medicina têm depressão em uma taxa superior à da população geral

Pesquisa mostrou que 53,3 % dos alunos apresentaram sintomas depressivos e estavam preocupados em revelar a doença tamanho da letra

Estudantes de medicina experimentam depressão em uma taxa superior à da população em geral e anexam altos níveis de estigma da doença mental, segundo pesquisa da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos.

O estudo mostrou que 53,3 % dos estudantes de medicina que apresentaram níveis elevados de sintomas depressivos estavam preocupados de que revelar sua doença seria arriscado.

Quase 62 % dos alunos disse que pedir ajuda significaria que as habilidades de enfrentamento do estudante eram insuficientes.

Aqueles com depressão de moderada a grave também concordaram que revelar a depressão significaria que outros iriam achá-los incapazes de lidar com as responsabilidades da escola médica e os colegas iriam respeitá-los menos.

“O estudo mostrou que 14,3 % dos estudantes relataram depressão moderada a grave, que é superior a 10 a 12 % normalmente encontradas na população em geral”, afirma o autor do estudo, Thomas L. Schwenk. “Estes resultados mostram que os estudantes que estão deprimidos se sentem altamente estigmatizados pelos seus colegas e membros do corpo docente. Os estudantes de medicina estão sob demanda extraordinária. Elas sentem que estão tomando decisões de vida ou morte e que nunca podem estar errados. Há uma pressão tremenda para ser perfeito.”

“O que é preocupante sobre estes resultados é que eles podem indicar que os alunos serão menos propensos a receber tratamento se eles estão sofrendo de depressão. Parece haver um nível significativo de intolerância à depressão e, por inferência, à doença mental em geral. Os alunos podem estar inapropriadamente equiparando depressão com problemas de desempenho. Queremos proporcionar um ambiente de educação médica em que a depressão seja tratada como qualquer outro problema médico, merecedor de tratamento, prevenção e detecção. Mais importante, queremos que os estudantes de medicina se sintam confortáveis para procurar ajuda”, acrescentou ele.

Do ponto de vista público, os resultados são preocupantes, pois podem indicar a intolerância em relação aos pacientes com sintomas depressivos. “Se os estudantes de medicina são críticos uns com os outros sobre a depressão, como é que será essa transferência para os pacientes? Nós não queremos que a experiência da educação médica os torne menos com as doenças mentais. O estigma parece estar diminuindo entre o público em geral. Mas é possível, o profissional médico está atrasado”, explicou Schwenk. “De alguma forma temos de mudar o ambiente em que estamos a ensinar futuros médicos”.

Schwenk disse ainda que planeja continuar a pesquisa, acompanhando os alunos conforme eles progridam através da sua formação.

Fonte: Isaude.net


web stats analysis



Site Meter

Sobre Jaleco Vida
Vestimenta de Segurança contra risco biológico confeccionada com tecido tecnológico bacteriostático e utilizada como barreira corporal biológica e física em hospitais, laboratórios, fábricas, restaurantes, entre outros. Inibe proliferação de bactérias trazendo mais segurança a pacientes e profissionais da saúde. Possui modelagem confortável, e é indicada para profissionais que trabalhem em ambiente de risco biológico, ou seja, com probabilidade de exposição ocupacional a agentes biológicos. Entende-se por serviços de saúde qualquer edificação destinada à prestação de assistência à saúde da população, e todas as ações de promoção, recuperação, assistência, pesquisa e ensino em saúde em qualquer nível de complexidade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: