Como funciona?


http://www.youtube.com/watch?v=KWUdzqh1hSs

A prata possui qualidades antibacterianas naturais e estas propriedades são reforçadas quando o metal forma partículas muito pequenas, as nanopartículas. A nanotecnologia é a ciência que possibilita amplos avanços na área de tecidos funcionais. Oferece proteção e segurança para o profissional da saúde, em todos os ambientes por onde esse produto circula, ou seja, do hospital à residência do funcionário e do percurso entre eles. A diminuta concorrência de tecidos com características permanentes ocasiona um elevado preço da matéria prima.

http://www.youtube.com/watch?v=eCpkq_AeX50

Foi escolhido com cuidado um tecido eficiente que possui nanotecnologia segura e de referências internacionais, a química utilizada para fabricação do fio do poliéster é devidamente autorizada pelo U.S. FDA8 (Food and Drug Administration – órgão governamental norte-americano regulamentador de alimentos e medicamentos), que é conhecida por seus rigorosos testes e em todos os efeitos que a nova droga poderá causar no organismo humano e em todo ecossistema.

Este Equipamento de Proteção Individual poderá ser lavado normalmente, apenas com recomendações normais de lavagem para tecidos 100% poliéster, pois é confeccionado com nano-partículas de prata assimiladas à estrutura do fio, o que garante função permanente ao tecido. As partículas são aplicadas na produção do fio do poliéster e agem por meio dual cujos ensaios comprovam a eficiência de até 99,78% de redução das principais bactérias encontradas no ambiente hospitalar. O que é outra vantagem e mais uma segurança não só para o profissional da saúde, mas por todos os ambientes que esse produto passar, ou seja, o meio ambiente externo do hospital, até sua residência.

Este EPI foi planejado e desenvolvido seguindo as normas e leis brasileiras que regulamentam o trabalho: NR 6 – Equipamento de Proteção Individual; NR 9 – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais; NR 32 – Segurança e Saúde no Trabalho em Serviços de Saúde; Lei nº. 6.514/77; Lei 3.214/78; a portaria 12/79 acrescentou à NR 15 – Atividades e Operações Insalubres o anexo 14 referente a agentes biológicos que foram incluídos como elementos causadores de insalubridade no ambiente de trabalho.

Nano-partículas de prata podem ser utilizadas com o propósito de prevenir o crescimento de bactérias em diversas aplicações. Desde a antiguidade o homem conhece as propriedades bactericidas da prata. Cadáveres eram vestidos em roupas de prata para protelar o mau cheiro, o leite estocado em jarras de prata não coalhava tão rápido como em outras embalagens. Hoje a tecnologia associada à prata é utilizada desde a confecção de meias anti-odor até a fabricação de maquinas de lavar que desinfetam as roupas sem usar água quente. A ação bacteriostática é conhecida há muito tempo, contudo, há algumas questões relativas à destruição das bactérias expostas às partículas de prata. Há duas teorias que tentam explicar tais efeitos, a ligação da prata com a parede da célula e a ligação ao DNA (ácido desoxirribonucléico) da bactéria.

Baseado na parede celular podemos dividir as bactérias em dois diferentes grupos – Gram-positiva e Gram-negativa.
http://www.youtube.com/watch?v=RrTjOrzva3I&hl=pt-br&fs=1&
A principal diferença entre esse dois grupos está relacionada ao peptideoglicano. As Gram-negativas possuem uma camada de peptideoglicano entre a membrana citoplasmática e a membrana externa, no entanto, Gram-positivas não possuem essa membrana externa e no lugar de uma fina camada de peptideoglicano possuem uma grande quantidade aderida do lado de fora da membrana citoplasmática. Nas Gram-negativas o peptideoglicano está entre a membrana citoplasmática e a membrana externa banhado em uma solução aquosa chamada Periplasma contendo diferentes proteínas e enzimas. As enzimas contidas no Periplasma desempenham um papel ativo na produção da camada de peptideoglicano ao polimerizar diferentes componentes para formar a camada. O peptideoglicano é, basicamente, uma longa cadeia de dois açucares e alguns aminoácidos. A síntese dessa camada se inicia no citoplasma onde os aminoácidos são ligados ao dissacarídeo, N-acetilmurâmico (mureína), por diferentes enzimas com a capacidade de ligar aminoácidos à mureína ou a outros aminoácidos. Depois dessa reação, outras moléculas são adicionadas, entre elas: undercaprenil-fosfato e o dissacarídeo N-acetilglucosamina (Gly-Nac). Como a primeira etapa de produção do peptideoglicano ocorre no citoplasma é necessário transportá-las através da membrana citoplasmática. Isso é feito ao adicionar o undercaprenil-fosfato, produzindo um lipídeo, o qual pode difundir-se através da membrana. Para tornar essas moléculas úteis, adiciona-se Gly-Nac, e essa molécula junto à mureína é chamada glicano. Depois dessa etapa, tais moléculas podem ser usadas para sintetizar o peptideoglicano, mas as moléculas que a formam, precisam ser transpotadas juntas. A reação de polimerização é catalisada por diferentes Proteínas Ligadoras de Penicilina (PLP).
http://www.youtube.com/watch?v=gTWiaH_oCCY&hl=pt-br&fs=1&
Duas diferentes PLPs são essenciais para formação da camada, transglicosilase e transpeptidase, tornando possível formar as moléculas da camada de peptideoglicano. A transglicosilase polimeriza a ligação dos glicanos; a transpeptidase, as cadeias de peptídeos formando assim uma camada de peptideoglicano muito forte. Outras PLP são achadas no Periplasma, contudo são usadas para o movimento celular e para divisões celulares.

Quando as nano-partículas de prata reagem com a bactéria, diferentes Proteínas Ligadoras de Penicilina se tornam inativas devido à ação sobre as pontes de enxofre criadas pelo aminoácido cisteína. A reação entre a ponte de enxofre e a prata modifica a composição da enzima com conseqüente alteração da sua forma terciária inativando-a. A célula torna-se imobilizada, não pode mais crescer e esticar a membrana e nem se dividir. A partir desse ponto, todas as bactérias serão destruídas posto que as bactérias não possuirão condições de resistir à pressão osmótica, o peptideoglicano é a única entidade que impede a bactéria de colapsar. A pressão osmótica é produzida quando um soluto é transportado através de uma membrana ou parede celular devido à diferença de concentração dentro e fora da célula. Quando um soluto se difunde do ambiente externo para dentro da célula a pressão dentro da célula aumenta, pois a parede celular se opõe a essa expansão. Se a síntese de peptideoglicano for comprometida a pressão produzida pode destruir facilmente a parede da célula. A síntese de peptideoglicano é uma parte importante do metabolismo bacteriano que envolve o crescimento que conduz e é conduzido à divisão celular. Durante a divisão faz-se necessário criar uma nova parede celular. Se a síntese estiver comprometida, a bactéria não pode mais se dividir. Isso significa que é possível manter um nível mínimo de bactérias mesmo se o peptideoglicano produzido antes da nano-partícula reagir com a bactéria for capaz de manter a estabilidade da parede celular. Somente se a bactéria não tentasse produzir peptideoglicano tal fato seria possível.

O Ácido Desoxirribonucléico pode ser destruído quando reage com a prata. O DNA é um composto orgânico cujas moléculas contêm as instruções genéticas que coordenam o desenvolvimento e o funcionamento de todos os seres vivos e alguns vírus. Em forma de uma dupla-hélice constituída por nucleotídeos, cuja estrutura consiste de fosfato e desoxirribose intercalados unidos por uma ligação fosfodiéster e ligado ao açúcar está uma de quatro bases nitrogenadas. Íons de prata podem reagir com o fósforo do grupo fosfato e esta reação destruirá a estrutura da molécula de DNA impedindo a tradução de proteínas codificadas pela seqüência de bases nitrogenadas. A síntese protéica não acontece no núcleo celular, onde está o DNA, a informação codificada pelo DNA precisa ser transferida para o citoplasma onde se encontra diferentes aminoácidos. O DNA é então transcrito em uma fita única chamada Ácido Ribonucléico (RNA). Há três tipos de RNA, quando transcreve uma informação do DNA se chama RNA – mensageiro. Os outros tipos são RNA – transportador e RNA – ribossômico, ambos fazem parte da tradução onde diferentes proteínas são produzidas. Quando o RNA-m sai do núcleo sentido ao citoplasma, ribossomos (RNA – r) trabalhando em conjunto ao RNA-t produzem as proteínas. O RNA-t entrega os aminoácidos ao RNA-r segundo a demanda escrita no RNA – m. Tanto o DNA quanto os diferentes tipos de RNA podem ser inativados por íons de prata porque possuem estrutura química quase idêntica, exceto por uma base nitrogenada. Isso significa que as nano-partículas de prata podem destruir uma bactéria sem que se aproximem do núcleo celular, visto que os diferentes tipos de RNA estão localizados no citoplasma9.

Deve-se a prata numa solução de continuidade, penetrar no citoplasma e no núcleo da célula bacteriana, desestabilizando a parede da célula e inativando o material genético bacteriano. Isso quer dizer que, mesmo na menor umidade (suor, umidade do ar), a prata exerce seu papel de descontaminar o tecido, eliminando qualquer chance de disseminação de bactérias, e diminuindo riscos biológicos para o profissional da saúde.

Embora as propriedades bactericidas da prata, ou seja, matar as bactérias quando em contato, o tecido é bacteriostático, apenas impede o desenvolvimento de bactérias em sua superfície. As características desse Equipamento de Proteção Individual aumentam a segurança para o profissional da saúde em seu trabalho. Evita que a microbiota bacteriana hospitalar viva por qualquer período na vestimenta de proteção, diminui o risco de infecções hospitalares e elimina a chance de disseminação de agentes infecciosos por meio da vestimenta.


Site Meter



web stats analysis

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: